A artrite reumatoide é uma doença inflamatória, crônica, autoimune e sistêmica, que causa danos progressivos no sistema musculoesquelético. Envolve pequenas e grandes articulações levando a dor, deformidades e até mesmo destruição óssea e cartilaginosas irreversíveis. Acomete mais mulheres do que homens, iniciando de 30 a 40 anos e aumentando sua incidência com o passar dos anos.A Nutrição Funcional pode modular o sistema imunológico, oferecendo alimentos e fitoterápicos que auxiliem na melhora acentuada dos sinais e sintomas dos pacientes

O ideal é cuidar do intestino, sempre, para que haja uma melhor absorção dos nutrientes de uma alimentação balanceada que deve ser: rica em frutas, sucos naturais, verduras, legumes e cereais integrais e fontes de ômega 3, limitando o consumo de carne vermelha e outros alimentos pró-inflamatórios como excesso de farinha de trigo, leite de vaca, alimentos industrializados que contenham muitos corantes, estabilizantes, acidulantes (os chamados xenobióticos).

Uma dieta antiinflamatória, com aporte adequado de cálcio, magnésio, vitamina D, uma quantidade adequada de vitaminas e minerais, a ingestão de antioxidantes, promovem efeitos benéficos na prevenção e controle da artrite reumatóide.
Além dos benefícios acima, o uso concomitante de fitoterápicos auxilia e muito na melhora da qualidade de vida, que pode ser: bosvélia, cúrcuma, gengibre, unha de gato, garra do diabo, entre outros.
Estas dicas não substituem uma consulta médica. As informações aqui divulgadas têm a função de fornecer uma orientação geral, o que pode não se aplicar a casos específicos. Consulte sempre a nutricionista clínica ou médico sobre quais alimentos são indicados em seu caso.